Thursday, October 6, 2016

Subterrâneo brasileiro é o primeiro a espalhar Malware por plataformas (tradução livre)



Programadores do Brasil no subterrâneo cyber criminal são pioneiros em Malware entre as plataformas baseadas em arquivos Java (Jar).

March 9, 2016  By   Pierluigi Paganini
Tradução livre de Afonso Henrique Rodrigues Alves.



Recentemente experts em security de Palo Alto descobriram uma nova família de ransomware apelidada KeRanger que tem como alvo os usuários do Mac OS X, uma circunstância que demonstra que cada OS esta potencialmente em risco.
Agora, pesquisadores da Kaspersky Lab descobriram novas famílias de malware que estão sendo distribuídos como arquivos executáveis Java (Jar) para permitir que o código malicioso seja executado em Mac, Linux e Windows, e até mesmo em dispositivos Android em condições especiais.
Os autores do malware estão reunindo o código malicioso como um arquivo JAR para desenvolver uma multi-plataforma de malwares. Claro, a fim de executar o código, é necessário que o Java Runtime Environment (JRE) esteja instalado na máquina de destino.

Felizmente para os bandidos, Java é instalado em 70-80% das máquinas em todo o mundo, e vxers[1] brasileiros parecem estar cientes disso.
"Codificadores Trojan Banker brasileiros agora estão fazendo Trojans correndo em todas as plataformas e não apenas em Windows.", Escreveu o especialista em ameaças cibernéticas de Kaspersky Dmitry Bestuzhev.
"Como os arquivos Jar executados em Windows, Mac OS X e Linux, onde Java está instalado. Este é o primeiro passo cibercriminosos no sentido de "cross-plataformas[2]" ".
Os especialistas da Kaspersky notaram que o subterrâneo brasileiro de crime  é pioneiro no desenvolvimento de malware multi-plataforma. Os pesquisadores de malware também notaram que as novas ameaças resultam do desenvolvimento de grupos distintos no Brasil.
Kaspersky descobriu várias campanhas de spam que entregam maliciosos arquivos  JAR colocados dentro de arquivos enviados como anexos. Estas campanhas voltadas para espalhar códigos maliciosos, principalmente trojans bancários, nomeados como Trojan-Banker.Java.Agent, Trojan-Downloader.Java.Banload e Trojan-Downloader.Java.Agent.
A maioria das infecções foram observadas no Brasil, seguido por China e Alemanha.



Outro aspecto que faz com que essas campanhas muito traiçoeira é que o malware cross-plataforma é furtivo e apresenta uma baixa taxa de detecção. Estas gotas são pequenos pedaços de código, com características maliciosas limitadas, por esta razão, eles podem facilmente escapar à detecção, sendo assim baixa na máquina infectada outros malwares.
"Na verdade, a taxa de detecção geral para todos os fornecedores de antivírus é extremamente baixa." Cross-OS[3] malware é apenas o primeiro passo.
Os especialistas da Kaspersky destacaram que programadores brasileiros desenvolveram um conta-gotas cross-OS, no momento usado para espalhar malwares mais velhos ao sistema bancário, mas os pesquisadores acreditam que esta cross-platform-JAR trojan bancário está em desenvolvimento.
Como Dmitry Bestuzhev, pesquisador da Kaspersky, explica, isso pode ser apenas uma questão de tempo.
"Programadores brasileiros estão a liberar vírus que funcionam exclusivamente em Jar?", "Não há nenhuma razão para acreditar que eles não vão. Eles estão apenas começando e eles não vão parar. ", Diz o post.
Pierluigi Paganini
(Assuntos de Segurança - Coreia do Norte, Information Warfare)





[1] VXer ‎(plural VXers) - (Internetslang) An author or creator of computer viruses. 







Brazilian underground is the first in spreading cross-platform malware
March 9, 2016  By Pierluigi Paganini
Fb-Button
Coder in the Brazilian Cyber Criminal underground are Pioneering Cross-platform malware relying on Java archive (JAR) Files.
Recently security experts at PaloAlto Networks uncovered a new family of ransomware dubbed KeRanger that targets Mac OS X users, a circumstance that demonstrates that every OS is potentially at risk.
Now researchers at Kaspersky Lab have discovered new families of malware that are being distributed as JAR Java executables to allow the malicious code to run on Mac, Linux, and Windows, and even on Android devices under special conditions.
The malware authors are packing the malicious code as a JAR file to develop cross-platform malware. Of course in order to run the code, it is necessary that the Java Runtime Environment (JRE) is installed on the target machine.
Fortunately for the crooks, Java is installed on 70-80% of machines worldwide, and Brazilian vxers seems to be aware of this.
“Brazilian Trojan Banker coders are now making Trojans running on all platforms and not only Windows.”wrote cyber threat experts from Kaspersky Dmitry Bestuzhev. 
“Because Jar files run on Windows, OS X and Linux, wherever Java is installed. This is the very first step cybercriminals from Brazil have made towards “cross-platforming“.”
Kaspersky experts noticed that the Brazilian criminal underground is a pioneer in the development of cross-platform malware. The malware researchers also noticed that the new threats result from the development of distinct gangs in Brazil.
Kaspersky discovered several spam campaigns delivering malicious JAR files, or JAR files placed inside archives sent as attachments. These campaigns aimed to spread malicious codes, mainly banking trojan, named as Trojan-Banker.Java.Agent, Trojan-Downloader.Java.Banload, and Trojan-Downloader.Java.Agent.
Most infections have been observed in Brazil, followed by China and Germany.

Another aspect that makes these campaigns very insidious is that the cross-platform malware is stealthy and presents a low detection rate. These droppers are tiny pieces of code, with limited malicious features, for this reason they can easily evade detection and download on the infected machine other malware.
“Actually, the general detection rate for ALL AV vendors is extremely low.” continues the post. Cross-OS malware droppers are only the first step
The experts at Kaspersky highlighted that Brazilian coders have developed a cross-OS dropper at the moment used to spread older banking malware, but researchers believe cross-platform JAR-packed banking trojan is under development.
As Dmitry Bestuzhev, cyber threats researcher for Kaspersky, explains, this may only be a matter of time.
“Are Brazilian coders going to release full bankers – bandleaders and bankers running exclusively on Jar?” “There is no reason to believe they won’t. They have just started and they won’t stop.” states the post.
(Security Affairs – North Korea, Information Warfare)

Mostrar Shadow DOM (Document Object Model)

Quando você está lidando com situações como botões e entradas, o navegador geralmente constrói atributos ocultos. Para ver isso, cliqu...